Buscar

CERVEJA & VINHO

Atualizado: 30 de abr.

A moderação é o que define uma ótima qualidade de vida, a Cerveja tranquilamente pode participar como componente de uma vida saudável e longa. Assim como uma taça de vinho, um ou no máximo dois copos de cerveja no dia também possuem muitos benefícios a saúde.

O Vinho é mais calórico, uma taça de vinho (de 200 ml) tem aproximadamente 170 cal. Em um copo de cerveja (300 ml) temos 150 cal. Isso se deve ao fato do vinho, em sua maioria, ser mais alcoólico que a cerveja.

Um tema na qual alguns poderão discordar é que a Cerveja exige maior complexidade no preparo comparado ao vinho. No livro “Vinhos versus Cerveja” de Charles Bamforth (Ed. Senac), em um capitulo ele graceja: “..se você pisar uvas, obtém vinho; se pisar grãos, machuca os pés...”.

O preparo da cerveja começa no campo, de onde vem grãos e lúpulo. Os grãos passam pelo processo de malteação para criar sua paleta de sabores e cores. O lúpulo é colhido, separa-se folhas e galhos da flor, passa por uma desumidificação, é moída e extrusada em seguida. Além disso, o tipo de fermentação, a variedade do fermento, a composição da água, o blend de diferentes maltes, as varietais de lúpulo e sua maneira de adição na cerveja, trazem um infinito leque de sabores, cores e aromas na cerveja.

A produção de vinho também começa no campo, geralmente cada vinícola tem seu próprio parreiral, seu processo de preparo obviamente demanda muita experiência, atenção e cuidado. Existem algumas maneiras de classificação do vinho, as mais usuais são de origem geográfica ou baseada na variedade de uva que são produzidos. A interação entre o terroir e a variedade da uva possui variadas intensidades no produto final, uma mesma variedade de uva plantada em diferentes partes de uma região pode trazer resultados finais diferentes.

É louvável a identificação que o vinho possui no imaginário popular: um lindo dia no campo, uma fazenda, crianças correndo, uma toalha estendida embaixo de uma sombra de árvore, uma cesta de vime cheia de queijos e quitutes e algumas garrafas de vinho. A cerveja poderia indiscutivelmente estar neste mesmo lugar, porém o que temos associado hoje pelo grande público consumidor é música alta, conversas mais altas que a própria música, cigarro, mesas de plástico, copo plástico ou bebendo direto na garrafa mesmo. Aos poucos esta limitada visão vem mudando graças ao trabalho de micro cervejarias, sommeliers de cerveja, entusiastas e chefs de cozinha dispostos a mudar isso. Não que exista uma regra absoluta de consumo, o objetivo é aumentar as opções e maneiras de consumo da cerveja, consequentemente mais mercado para desenvolver.

O ritual do sommelier de vinhos ao servir uma garrafa é uma bela cerimonia, ao exibir o rótulo escolhido, saca a rolha, oferece um pouco do vinho para que seja avaliado e por fim serve a medida indicada para aquele rótulo. O sommelier de cerveja também tem um papel importante no serviço e no aumento do conhecimento por parte do consumidor, dando detalhes do estilo, principais características. Antes de servir deixar a cerveja em temperatura adequada, oferecer um copo ou taça afim de evidenciar ainda mais as características da cerveja.

Poderíamos ficar horas debatendo sobre semelhanças e diferenças das duas bebidas, porém uma coisa é fato, estão “aptas” a aprender uma com a outra.

O mercado também, temos cervejarias trabalhando com barricas e deixando seus produtos com perfis amadeirados mais interessantes que em vinhos, porém a maneira que vinícolas trabalham na apresentação de seus produtos, trazem uma valorização do produto invejável. Quanto mais consistência no trabalho de qualidade, apresentação e envolvimento cultural mais confiabilidade o consumidor terá, consequentemente menos comparações desleais. Hoje a educação sobre cerveja que está disponível é excelente, assim como a educação sobre vinho que já existe a mais tempo no mercado.

Ainda sim, as cervejas especiais, são um “luxo” mais acessível, comparados aos vinhos especiais, mas cabe a você escolher o que degustar, em que momento degustar e como degustar. Um brinde a cerveja Brasileira.


7 visualizações0 comentário